NOTÍCIAS

Alunos do curso de Direito visitam o maior presídio do Rio Grande do Sul

Direito

  6 de julho de 2018

Mais uma vez a Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre propiciou aos seus alunos a possibilidade de compreender os efeitos que as instituições jurídicas exercem na sociedade na prática. Assim, dia 29 de junho, um grupo de estudantes do curso de Direito realizou uma visita técnica à Cadeia Pública de Porto Alegre.

Os alunos, acompanhados do Prof. Roque Reckziegel,   foram recebidos pelo Tenente Barcelos e pela Soldado Lizandra Lopes – assessora de assuntos estratégicos  representando o diretor do local – e o tenente-coronel Carlos Magno da Silva Vieira. Eles apresentaram a história do local, as rotinas das casa, os projetos de ressocialização disponíveis, bem como, o perfil dos internos da instituição. Considerado a maior casa carcerária do Rio Grande do Sul, o presídio abriga 4.745 presos.

Segundo Reckziegel,  o objetivo é mostrar um pouco da realidade do sistema prisional, tirando o aluno da sala de aula para vivenciar uma experiência única na vida do acadêmico de Direito. “É uma maneira de aliar a teoria à prática, fazendo com que o aluno tenha a possibilidade de presenciar, in loco, algo que só conhece através dos livros e que, mesmo depois de formado,  não terá acesso, salvo se trabalhar diretamente com o sistema penitenciário. Isso, a meu juízo, é imprescindível ao aluno do curso de Direito e serve para que ele questione o valor da pena, a necessidade de encarceramento bem como a responsabilidade do Estado quanto ao custodiado, quando é decretada a prisão de alguém.”

Essa  iniciativa visa mostrar ao estudante,  aquilo que dificilmente é noticiado pelos meios de comunicação. Os alunos percebem que a educação está no centro de todas as formas de recuperação dos detentos. “Apesar da superlotação (4.745 presos para aproximadamente 1.905 vagas), é possível observar boas iniciativas dentro da CPPA, como a Projeto de Inclusão Digital, o Projeto Luz no Cárcere, no qual participam os detentos que estão em processo de desintoxicação, o  NEEJA (Escola Estadual da CPPA), Ambulatório (unidade básica de saúde), Gráfica,  Oficina de Arte AVH (Atividade de Valoração Humana), e o pavilhão dos trabalhadores, que foram conhecidos pelos estudantes. Perceber isso, ter uma  visão real do problema muda a visão do aluno, repercutindo no restante do curso”, finalizou o professor.

 

Newsletter
Receba novidades da faculdade dom bosco em seu e-mail

Obrigado! Sua inscrição foi enviada com sucesso.

Ops! Ouve um problema. Por favor, verifique os dados e tente novamente.

Copyright 2016 - Faculdade Dom Bosco - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BigHouseWeb